24.10.14

Tudo tem um fim

Apesar de ontem ter ocultado o blog, porque não tive a coragem de o destruir, recebi mensagens a questionar a razão de o manter "apenas para convidados", supondo alguns dos que me liam, que estaria a seleccionar leitores em detrimento de outros. 

Não foi de todo o caso. Apenas accionei a possibilidade de apenas eu o poder visionar...  mas o certo é que surge, para quem entretanto me visitou, a informação (errónea) de que o blog apenas estaria acessível para convidados, o que nunca foi minha intenção. Daí esta explicação, ficando o blog a partir de agora visível, todavia não terá mais qualquer actividade. 

Há um tempo para tudo... até há um tempo para a extinção... e os blogs não são diferentes de nós. A alegria da edição desapareceu e, nessa medida, apenas me restava inativá-lo. Agradeço a todos os que o tornaram vivo e possível durante 10 anos e cerca de dois meses. Foi um tempo muito bom, mas que terminou. 

Abreijos a todos.

Uma fotografia por dia... nº 3501

Monsanto, 2014
Aqui não há preocupação de simetria, mas sim de utilitarismo. Vivia-se para dentro e, aí sim, a janela estaria centrada com a divisão interior da casa. A função da casa era servir só e apenas os seus! E não é que estão absolutamente certos?!

Pensamento do dia... (profundo)

Que contradição: para desligar o computador clica-se no menu iniciar.

23.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3500

Monsanto, 2014
Não me canso de elogiar esta aldeia, mas penso que me darão razão! É um autêntico bálsamo deambularmos por aqui. Aqui as preocupações desaparecem e só há lugar para o encantamento que surge a cada dobrar de esquina...

Pensamento do dia... (profundo)

Pior do que não ter nada para vestir é não ter ninguém para despir.

22.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3499

Monsanto, 2014
Naquele primeiro andar era o consultório do médico e romancista Fernando Namora, que aqui vinha dar consultas todas as semanas. Este era o tempo de verdadeiros João Semana, que desempenhavam a sua profissão como um dever e votada aos outros!

Pensamento do dia... (profundo)

O melhor movimento feminista continua sendo o dos quadris.

21.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3498

Monsanto, 2014
Noventa anos de simpatia e de muita marotice! Vendia umas bonecas de trapos inocentes, mas quando se lhes levantava a saia era a risada geral... E ela ajudava à festa com o sorriso de quem sabia muito bem o que vendia! Foi um momento muito bem passado.

Pensamento do dia... (profundo)

Hoje me chamaram de ninguém, eu fiquei feliz porque ninguém é perfeito.

20.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3497

Monsanto, 2014
As cores matriciais, vivas, eram abundantemente usadas por estas bandas isoladas. Não se faziam misturas de cores. A tinta era usada como motivo decorativo, mas sobretudo para proteção dos materiais. Era o sentido prático da vida a funcionar em pleno. Não eram tempos de rodriguinhos...

Pensamento do dia... (profundo)

É incrível! Quando acerto ninguém se lembra! Quando erro ninguém esquece!

19.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3496

Monsanto, 2014
E em certos cabeços montanhosos não podia faltar um marco geodésico. A ligação, à vista, entre eles como que faz uma teia que esquadrinha todo o território do continente, com a finalidade de traçar um mapa preciso do país. Foram os verdadeiros antecessores do GPS de hoje.

Pensamento do dia... (profundo)

Pau que nasce torto trepa de lado.

18.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3495

Monsanto, 2014
Claro que não podia faltar um forno comunitário! E ele ali estava a fazer-nos lembrar como era a vivência difícil destes povos. A solidariedade não era uma palavra vâ por estes lados... quanto mais não seja a necessidade a isso obrigava.

Pensamento do dia... (profundo)

A hierarquia é como uma prateleira: quanto mais no alto, mais inútil.

17.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3494

Monsanto, 2014
Não me podia esquecer do ar que aqui se respira. Vão-me dizer...oh o ar é assim em todo o sítio! Ora não é não! É um ar que apetece, que nos enche os pulmões de prazer. Sente-se-lhe a pureza! É um ar que se come e que sabe lindamente...

Pensamento do dia... (profundo)

Quantos guarda-chuvas você já perdeu?

Quantos você já achou?

Para onde será que eles vão?

16.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3493

Monsanto, 2014
As fragas e as casas coabitam numa simbiose perfeita. Apesar do casario, a paisagem está intacta. Este tipo de arquitectura que se enquadra no ambiente circundante devia ser observado e servir de exemplo, a fim de evitar os atropelos que as mais das vezes por aí se cometem.

Pensamento do dia... (profundo)

O pior cego é aquele que não quer ver, não quer comer, não quer trabalhar, enfim, não quer fazer porcaria nenhuma!

15.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3492

Monsanto, 2014
Cada recanto... é um encanto! Tudo bem tratado, um autêntico primor de bom gosto e da consciência que aquela gente tem, que os fluxos turísticos são o seu sustento hoje em dia! Os rebanhos... foram substituídos por hordas de viandantes que dão o sustento àquelas gentes.

Pensamento do dia... (profundo)

Ser bissexual dobra suas chances para um encontro no fim de semana.

14.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3491

Monsanto, 2014
Porque carga de água gostamos sempre de dizer que aquilo sobe como o raio?! É que se sobe, e é verdade, também desce do mesmo modo... e disso já não nos queixamos nós, pois não?! É a eterna mania de nos lamentarmos!

Pensamento do dia... (profundo)

Pirataria, eu?!? Não, apenas faço transferencia de tecnologia...

13.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3490

Sem surpresa, as lojas de souvenirs pululam, mas estão bem implantadas na paisagem da aldeia e não existem aberrações que choquem... e até passam desapercebidas a quem não as quer ver! Ah... e não há chatos na rua a importunarem quem apenas quer reparar no que é lindo!

Pensamento do dia... (profundo)

Queda do 10º andar: Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Poft! - Queda do 2º andar: Poft! Aiiiiiiiiiiiiii!

12.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3489

Monsanto, 2014
Quem não tiver algum pulmão, desista de subir, pois isto dói a valer, mas é claro que vale a pena! Imagino a vida desta gente neste contínuo sobe e desce. Hummmm... será que não seria o ginásio a que alguns citadinos recorrem por não se exercitarem?!

Pensamento do dia... (profundo)

Vida longa ao rei da horta !!! Viva o Rei Polho!!!

11.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3488

Monsanto, 2014
Dada a exiguidade do terreno, as casas encavalitam-se umas nas outras, bordejando a única via que leva, de modo ingreme, até ao castelo. Hoje a vida é outra, mas a proximidade de antanho significava também protecção e entreajuda, que era essencial em terras isoladas!

Pensamento do dia... (profundo)

Você ainda está lendo isto? Que paciência...

10.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3487

Monsanto, 2014
A uma légua bem medida de Idanha, eis Monsanto! Alcandorada num cabeço montanhoso, a aldeia é surpreendentemente linda. As ruas(?!), apenas tem uma rua principal, que é mais um caminho rural que propriamente rua, donde saem pequenos atalhos que permitem o acesso ao casario...

Pensamento do dia... (profundo)

Cada Maomé tem a montanha que merece!

9.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3486

Idanha-a-Velha, 2014
Num lugar recôndito encontrar um artista, e ainda por cima simpático, foi uma surpresa que me encheu de uma certa felicidade. Perguntei se o podia fotografar, tendo-me respondido que não gostava de ficar nas fotos. Assegurei-lhe o anonimato e eis a obra que estava a começar naquele momento.

Pensamento do dia... (profundo)

O Sonho não acabou, e ainda temos pão doce, maria-mole e queijadinha!

8.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3485

Idanha-a-Velha, 2014
O Museu Lapidar Egeditano, edifício românico, não é visitável e está em completo abandono. Esta é a nota permanente do que por aqui se pode observar e, é bem verdade, que a aldeia merecia bem melhor sorte... mas é a vivência em que os portugueses (eleitores) continuam a apostar!

Pensamento do dia... (profundo)

O medo da morte nos impede de VIVER, não de morrer!!!

7.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3484

Idanha-a-Velha, 2014
Aqui ressalta bem a reconstrução operada, mas não branqueia o que ontem referi quanto à degradação de grande parte desta aldeia. O processo de ghettização a que estas gentes têm sido votadas deve, continuamente, ser denunciado.

Pensamento do dia... (profundo)

O cúmulo da sacanagem: por tachinha na cadeira elétrica!

6.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3483

Idanha-a-Velha, 2014
A governação através de folha de Excel dá nisto. Se repararem ainda há pouco foram feitas obras de beneficiação no recreio atrás da escola com a introdução de portadas de vidro... E neste ano lectivo mais uma escolita linda encerrada! Estas gentes não têm mesmo direitos, no entender dos rapazes que governam este país!

Pensamento do dia... (profundo)

Quem cala consente - ou é mudo!

5.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3482

Idanha-a-Velha, 2014
A decrepitude é uma etapa da vida, todavia, do mesmo modo que vamos cuidando de nós, também há que zelar pelo património. É triste ver nesta Aldeia Histórica, que faz parte dos roteiros turísticos, o desmazêlo dos entes públicos que têm a obrigação de cuidar e dar um aspecto atraente a quem as visita... mas como somos governados por merceeiros com vistas curtas... o resultado é este.

Pensamento do dia... (profundo)

Tá passando mal? Compre um ferro novo e passe bem!