1.9.14

Uma fotografia por dia... nº 3448

Beira Baixa, Sortelha, 2014
Encontrei bastante menos gente por estas bandas (o que me facilitou a vida de fotógrafo amador), do que no mesmo período de anos anteriores, o que significa a evidência da crise económica e que o milagre operado pelo (des)governo só existe na propaganda do regime!

Pensamento do dia... (profundo)

Malandra é a pulga que espera a comida na cama.

31.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3447

Póvoa de Varzim, 2014
Amanhã começa um ano de trabalho. O ano devia terminar no fim de Agosto. O fim de Agosto é o fim de tudo e não é o começo de nada. Há um deserto para atravessar. Caminhemos então por aí fora, pois não há outro remédio.

Pensamento do dia... (profundo)

Ladrão na casa de pobre só leva susto.

Visto e "ouvisto"... XCII

Afirmar que o desemprego se situa nos 14%  é uma graçola que, mesmo a governantes sem princípios, não fica bem.
Há factos com que não se pode brincar, pois há demasiada dor por detrás deles! Frases como os sacrifícios afinal serviram para alguma coisa e o pior já passou, não passam de sarcasmos cuspidos na cara do desespero de um povo.
Uma very very silly season continua e só não somos uma república das bananas porque não temos clima para isso.

30.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3446

Beira Baixa, Aldeia de Monsanto, 2014
Não há tanto tempo como aquele megalito, mas cá vou persistindo há uns bons dez anos. 
Tem sido um percurso bonito para mim, pelo que ainda não lhe vislumbro o fim, que inevitavelmente acontecerá mais ano, menos ano!
O balanço que faço é bem positivo e gratificante, quer pelas pessoas que pude conhecer, quer pelo prazer de publicar as fotos que vou teimando em tirar por aí, mas também pela transcrição de pensamentos brincalhões que vão interrogando e confrontando quem os lê, quer também por poder exprimir o que penso sobre o que nos vai acontecendo colectivamente.
Sinto que sou uma pessoa diferente (par Toutatis... quem não mudou em 10 anos só pode ser abrutalhado!) e bem mais rica em termos de vivência pelo muito que este blog me proporcionou... e tudo isso graças aos que comigo vão partilhando este espaço.
Abreijos e um obrigadão de um anarca que se sente muito bem na sua pele de esquerda.

29.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3445

Minho, 2014
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
Al andar se hace el camino,
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.

Antonio Machado

Pensamento do dia... (profundo)

Evite uma vida sedentária. Beba água.

28.8.14

Visto e "ouvisto"... XCI

Isto dos "meet" não é nenhuma novidade!! 
Todas as semanas há pelo menos um em S. Bento! ... provocam imensos estragos e não há notícia de nenhuma intervenção policial!

Uma fotografia por dia... nº 3444

Montalegre, 2014
Um último olhar como não podia deixar de ser ao castelo que tudo domina nesta pequena e linda vilória na fronteira oeste de Trás-os-Montes. Foi um dia bem preenchido e o olhar ficou lá, porque no dia seguinte havia trabalhinho e as coisas bonitas são apenas para serem vistas de vez em quando...

Pensamento do dia... (profundo)

Eu sei que é triste a dor do parto, mas eu tenho que partir.

27.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3443

Montalegre, Igreja do Castelo, 2014
É uma igreja medieval, actualizada no século XVII, e com a particularidade não muito comum de a torre sineira estar separada da igreja, sendo uma construção dual na unidade do monumento, o que não é muito comum, comungando de características que são mais frequentemente reconhecidas mais a norte, na vizinha Espanha.

Pensamento do dia... (profundo)

Eu me importo com a beleza interior da mulher. Uma vez dentro...beleza!

26.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3442

Cabeceiras de Basto, Mosteiro de São Miguel de Refojos, 2014
Não há mosteiro sem água... e aí estou eu no meu ambiente. Não no do mosteiro... mas sim no da água que me é intrínseca, como sabem! Estes tipos sabiam construir ambientes em que a serenidade era uma permanência! Invejo-os... pela serenidade, claro!

Pensamento do dia... (profundo)

Em casa de ferreiro, o espeto é ... prá fazer churrasco!

25.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3441

Cabeceiras de Basto, Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto, 2014
O actual edifício data de 1755 e está em curso o concurso à Unesco para que seja lhe seja atribuído a classissificação de Património da Humanidade, que bem merece! Num lugar onde a simplicidade é raínha, surge-nos do nada, esta preciosidade que merece bem o título a que concorre.

Pensamento do dia... (profundo)

É melhor um passarinho na mão do que ser pai aos 18...

24.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3440

Cabeceiras de Basto, Mosteiro de São Miguel de Refojos, 2014
Este é apenas um cheirinho do que de espantoso nos apresenta este Mosteiro. Aqui vemos parte dos seus jardins lindamente alindados, perdoe-se-me a repetição! O sossego é uma coisa e o silêncio uma outra, porém, quando se juntam com um cenário destes como fundo proporcionam algo de maravilhoso!

Pensamento do dia... (profundo)

Ninguém é tão feio como na realidade, tão bonito como no Orkut, tão feliz quanto no Facebook, tão simpático como no Twitter, tão ausente como no Skype, tão ocupado como no MSN e nem tão bom quanto no Curriculum Vitae.

23.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3439

Montalegre, 2014
O granito é rei por estes lados. Para onde quer que olhemos... ele está lá! Há uma harmonia constante que se nos transmite. Nada de monotonia ou monocromia, antes uma variedade grande de patines na pedra, que tornam as casas únicas dentro de uma unidade que é de enaltecer.

Pensamento do dia... (profundo)

A melhor coisa do mundo é grátis. Caro é o motel.

22.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3438

Terras do Barroso, Montalegre, 2014
É fácil e agradável passearmo-nos por Montalegre. Sobe-se e desce-se sempre com o castelo como referência, mas com agradáveis e nada surpreendentes sinais que nos enchem o olho, pois aqui é tudo muito cuidado, tal como é evidenciado pela foto. Ora digam lá se não apetece tomar qualquer coisa ali?!

Pensamento do dia... (profundo)

Bom mesmo é ser dono de sex shop. Você pode dizer ao seu cliente: agora pegue suas coisas e vá se f***r... e o cara ainda sai feliz!!!

21.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3437

Terras de Barroso, Montalegre, 2014
Montalegre ordena-se à volta do seu castelo, à semelhança de uma qualquer cidade que teve a sua origem na Idade Média. Apesar da expansão da cidade, o castelo continua a ser o seu centro referencial e primacial. Ele é a referência para quem se aproxima e é a referência para quem por lá se passeia...

Pensamento do dia... (profundo)

Há três maneiras de se conseguir que algo seja feito: faça-o você mesmo, contrate alguém para isso ou proíba seus filhos de fazê-lo.

20.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3436

Terras de Barroso, Pitões das Júnias, 2014
Neste lugar tudo é surpreendente. Do nada surge esta beleza erma, solidária e que se impõe pela sua simplicidade. É um despojamento que cativa e que preenche toda a paisagem. E tudo isto acontece no bojo de um silêncio que nos eleva!

Pensamento do dia... (profundo)

Adolescência é a idade em que o garoto se recusa a acreditar que ficará tão cretino como o pai.

19.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3435

Mondim de Basto, 2014
Gosto de casas alindadas, bem tratadas e reabilitadas. É só cirandar por aí que as encontramos por este Portugal adentro onde menos esperamos. Hummm... apetecia-me uma noite ali, se fosse um Turismo Rural era mesmo este que escolhia!

Pensamento do dia... (profundo)

Diploma universitário: aquilo que não serve pra nada e ainda faz você perder a carteirinha de estudante.

18.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3434

Terras de Barroso, Pitões das Júnias, 2014
Um verdadeiro cottage britânico, ou melhor, uma deslumbrante casa de campo do século XI com uma mesa de pedra exterior para se passarem uns bons momentos num fim de tarde, trincando um bom queijo regado com um excelente madurão da região. Este Povo já tem bom gosto há vários séculos... apesar das mal-formações governativas do momento!

Pensamento do dia... (profundo)

Não faça na vida pública aquilo que você faz na privada.

17.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3433

Terras de Barroso, Pitões das Júnias, 2014
Do meio do nada, dos fundos de um planalto inóspito surpreende-nos a visão de umas ruínas de um mosteiro beneditino do século XII. A sua aparição é digna de um filme de suspense, pois só o vemos quando estamos praticamente quase a poder tocar-lhe. Há uma sensação de irrealidade que dele emana.

Pensamento do dia... (profundo)

Uma mulher demora 20 anos para fazer do seu filho um homem, e outra mulher leva 20 minutos para fazer dele um tolo.

16.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3432

Celorico de Basto, Igreja de Sta. Maria de Veade, 2014
Celorico também faz parte da Rota do Românico, aliás são centenas de quilómetros ao redor de uma zona lindíssima e onde podemos encontrar exemplares únicos a poucos quilómetros uns dos outros. Esta é uma zona demasiado quente. Adiem o passeio para Setembro/Outubro, mas não deixem de o fazer.

Pensamento do dia... (profundo)

Acordei cedo hoje. Pulei da cama às 6h, dei uma bela caminhada até a janela e voltei para a cama às 6h05. Depois, fiquei durante dez minutos debaixo do chuveiro frio. Amanhã pretendo abrir a torneira.

15.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3431

Mondim de Basto, 2014
Ouço-lhe o cantar e para lá me dirijo! Faça calor ou frio é sempre um prazer olhá-la, tocá-la e, por vezes quando a segurança está assegurada, dar-lhe um sorvo que encha bem a boca. Hummm... por vezes quase que a mastigo!

Pensamento do dia... (profundo)

Pessimista: alguém que se queixa do barulho quando a sorte lhe bate à porta.

14.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3430

Marão, 2014
Acho, pois não experimentei, mas uma ferradela desta formiga deve doer a sério! Há muito que não via uma bichona deste tamanho. É que não passava de todo desapercebida no solo, tal era a sua envergadura. Bom, lá tirei o boneco e ela lá foi à sua vidinha.

Pensamento do dia... (profundo)

Se meus inimigos pararem de dizer mentiras a meu respeito, eu paro de dizer verdades a respeito deles.

13.8.14

Uma fotografia por dia... nº 3429

Mondim de Basto, 2014
Olha-se e intui-se que aqui tudo é português. A varanda de madeira, a gaiola dos periquitos, as cadeiras de madeira com almofadadas pintadas à mão de uma forma ingénua e terna, a profusão de flores, as cortinas de linho e as características bandeiras na porta e janela! Não há dúvida que aqui é Portugal.

Pensamento do dia... (profundo)

Sexo não tem nada a ver com amor. Tanto é verdade que o governo me f*** há anos e eu não sou apaixonado por ele.